Tagged: política

Papa Francisco define agenda internacional

Time_2015.09.28_Asia página 1

[publicado no suplemento Igreja Viva (24.09.2015) do jornal Diário do Minho]

Uma nota prévia. Tinha em mente escrever sobre a viagem apostólica do Papa Francisco a Cuba e aos Estados Unidos. Afinal, este é assunto religioso da actualidade. Mas, convenhamos, o sucesso das viagens estava garantido antes mesmo do avião papal descolar. A viagem a Cuba foi, essencialmente, um momento celebrativo da diplomacia vaticana que, sob a batuta de Francisco, facilitou a restabelecimento das relações diplomáticas entre Havana e Washington. Já no que diz respeito à viagem aos Estados Unidos, essa sim com mais motivos de interesse, quer a nível político quer religioso, a festa inicia com a família Obama a estender a passadeira vermelha a Francisco, ao recebê-lo na base aérea militar de Andrews. Uma honra reservada a convidados muito especiais. É certo que os discursos na ONU e no Congresso — onde pela primeira vez um papa discursará — bem como a homília na missa de encerramento do Encontro Mundial das Famílias, em Filadélfia, estão a gerar grandes expectativas. A recepção à encíclica Laudato Si, da parte da direita política estadunidense, não foi de todo positiva Continue reading

Arcebispo de Braga tem razão e os políticos não estão errados

Jorge-Ortiga1A passada semana foi, anormalmente, política e religiosamente inspiradora. «Espero não ser castigado pelo meu pároco por dizer isto, mas não deixarei que os meus bispos, os meus cardeais ou o meu Papa me ditem a política económica» disse Jeb Bush, quando questionado sobre a recente encíclica do Papa Francisco, na abertura oficial da sua campanha à presidência dos Estados Unidos. Jeb Bush é um católico convertido há 25 anos, irmão de George Bush, ex-presidente dos Estados Unidos, e um dos candidatos do Partido Republicano à Casa Branca.

 

No mesmo dia, quarta-feira, 17 de Junho, Paulo Rangel, católico e eurodeputado do PSD, apresentou no Porto, mais concretamente no Palácio da Bolsa, o livro Jesus e a política: Reflexões de um mau samaritano, e pregou, segundo reza a crónica do Público, um Jesus que «não tinha projecto político, mas era um provocador político». Sexta-feira, D. Jorge Ortiga, na apresentação à comunicação social da Laudato Si, cometeu o «atrevimento», nas palavras do Arcebispo, de propor aos partidos políticos que incluíssem as preocupações da encíclica nos programas eleitorais das legislativas. As declarações feitas à RTP foram replicadas na página do Facebook da Arquidiocese e suscitaram um animada discussão na rede social, provocada por católicos e não católicos que questionam a legitimidade da Igreja «se meter em política ou economia». Continue reading

Encíclica Laudato Si ou a parábola de Lázaro e o homem rico

É necessário recuar a 25 de Julho de 1968, data em que foi publicada a encíclica sobre a regulação da natalidade, Humanae Vitae, escrita por Paulo VI, para se encontrar tanta expectativa, polémica e contestação em torno de um documento papal. A encíclica ecológica Laudato Si (Louvado sejas) do Papa Francisco, publicada hoje, entrará para a história como sendo a primeira a ser duramente criticada antes mesmo de o texto ser conhecido.

Continue reading

A Europa do Papa Francisco

Papa-Francisco-discurso-eurodiputados-Estrasburgo_ECDIMA20141125_0013_16

[publicado no suplemento Igreja Viva (28.11.2014) do jornal Diário do Minho)

Foi a viagem mais rápida na história do papado. Apenas quatro horas em solo estrangeiro. Foi a primeira visita de uma papa vindo do ‘Novo Mundo’ ao coração político do ‘Velho Continente’. Foram dois discursos memoráveis e históricos. Um diante do Parlamento Europeu, outro no Conselho da Europa. Discursos que, nos próximos dias, merecem ser analisados a partir de várias perspectivas: antropológica, ética, política, diplomática, religiosa, económica e social. Discursos que arrancaram aplausos dos eurodeputados, mesmo quando o Papa se referiu às “crianças mortas antes de nascer”. Continue reading