Dez livros para as férias

ferias-e-livros-1080x400Mas não necessariamente para serem todos lidos em férias. Uma proposta para quem não dispensa um bom livro no momento do ano em que se tem mais tempo livre para meter a leitura em dia. Os livros são apresentados segundo a ordem alfabética do nome do autor.

Se deseja comprar o livro basta clicar no título para ser redireccionado para uma livraria online.

Alessandro ManzoniOs Noivos, Lisboa: Paulinas Editora, 2015. Não podia faltar na lista um clássico. O romance I promessi sposi (Os Noivos) de Manzoni, depois da Divina Comédia de Dante, é o maior clássico da literatura italiana. A tradução portuguesa de José Colaço Barreiros é um dos acontecimentos editoriais do ano.

Austein IvereighFrancisco o grande reformador. Os caminhos de um Papa radical, Amadora: Editora Vogais, 2015. Escreve a vaticanista Aura Miguel no prefácio: “Em jeito de comparação automobilística, arrisco-me a dizer que esta obra está para os outros livros sobre Francisco como a construção de um Rolls-Royce está para a de um carro utilitário”. Está tudo dito!

Frei Bento DominguesO bom humor de Deus e outras históriasLisboa: Temas e Debates/Círculo de Leitores. A propósito escrevem António Marujo e Maria Julieta Mendes Dias: “A proposta do caminho espiritual em fragmentos que é sugerido nestes textos é, contra todas as evidências, a de um percurso que levará cada um ao encontro dessa alegria infinita. A que uns chamarão plenitude. Ou humanidade. E que outros, como frei Bento, dão o nome de Deus”.

Cristiana Paccini e Simone Troisi – Nascemos e jamais morreremos. Vida de Chiara Corbella Petrillo, Braga: Apostolado de Oração, 2014. Chiara Corbella Petrillo nasceu no céu a 13 de Junho de 2012, vítima de cancro, depois de ter posto a vida da criança que trazia no ventre à frente da sua. Antes de Francisco nascer, já Chiara e Enrico, o marido, tinham entregue nas mãos de Deus com “uma serenidade e uma alegria desconcertantes” dois filhos.

Filipe d’AvillezO que fazes aí fechada?, Lisboa: Alêtheia Editores, 2015. O que leva uma mulher de 28 anos, a trabalhar num gabinete ministerial em Bruxelas e com namorado, a escolher o Carmelo como forma de vida? Estórias de vidas consagradas no feminino que desconstroem preconceitos.

Papa Francisco – Louvado Sejas. Carta Encíclica Laudato si’ – sobre o cuidado da casa comum, Lisboa: Paulinas Editora, 2015. É a encíclica de que todos falam, mas que poucos a leram. Contrarie as estatísticas.

Joaquim FrancoCom Franqueza. Crónicas num tempo de mudanças, Lisboa: Paulinas Editora, 2015. Joaquim Franco, rosto do jornalismo religioso da SIC, explora neste livro um conjunto temas que têm marcado a actualidade religiosa, desde a liberdade religiosa, passando pelos atentados ao Charlie Hebdo, até ao pontificado do Papa Francisco.

Joaquim Vieira e Reto MonicoNas Bocas do Mundo. O 25 de Abril na Imprensa Internacional. Lisboa: Tinta da China, 2014. Os acontecimentos desde 25 de Abril de 1974 a 25 de Novembro de 1975 vistos pela imprensa internacional. Um trabalho resultante da consulta de publicações em vinte países.

Joan MargaritMisteriosamente Feliz. Lisboa: Edições Língua Morta, 2015. Poesia: Como para Sísifo, / a vida para mim é esta rocha. / Carrego-a e conduzo-a até ao alto. / Quando cai volto a buscá-la / e, tomando-a entre os braços, / levanto-a outra vez. / É uma forma de esperança. / Penso que teria sido mais triste / se não tivesse podido arrastar uma pedra / sem outro motivo que não fosse o amor. / Levá-la por amor até ao alto.

Umberto Eco – Número Zero, Lisboa: Gradiva. 164 páginas sobre os jornais e o jornalismo. Uma obra de ficção que deve pouco à realidade.

Boas férias, se for o caso, e boas leituras.

PartilharShare on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on Google+0Share on LinkedIn1Pin on Pinterest0Email this to someonePrint this page

Post a comment

You may use the following HTML:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>